10 de abril de 2015

Nevoeiro de Aberrações


Futuro escuro que repele fantasmas
futuro amanhã, presente desse agora,
sonhos furtados que somem outrora
gritos sangrentos que desvanecem sem demora

Surgi a cada instante um futuro sem pretensão,
acompanhado das lágrimas e o medo da imprecisão
cambaleando nas promessas e incertezas desse mundão
Estamos condenados a viver na terceirização? 

No sistema muito filtrado, os sonhos e sorrisos são coptados,
no futuro incerto o presente é o extremo amputado 
Navegando em águas turvas nesse sistema conservado
como o futuro sobrevive ao presente escravo?

Sobrevivendo, resistindo e escapando
vivemos em um futuro desumano.

Vivemos o massacre  dos direitos
Mas acreditamos que juntos podemos dar um jeito


Um comentário:

O Profeta disse...

Na elegante e fina escrita da tua pena

Às vezes é preciso acordar o silêncio da memória
Ou esperar pelo adormecimento inadiável
Com o gesto sereno e demorado da ternura
Com o acordar do amor rompendo o improvável


Um radioso fim de semana



Doce beijo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...