2 de julho de 2012

De outras sei

Olavo Bilac
IX
De outras sei que se mostram menos frias,
Amando menos do que amar pareces.
Usam todas de lágrimas e preces:
Tu de acerbas risadas e ironias.
De modo tal minha atenção desvias,
Com tal perícia meu engano teces,
Que, se gelado o coração tivesses,
Certo, querida, mais ardor terias.
Olho-te: cega ao meu olhar te fazes ...
Falo-te — e com que fogo a voz levanto! —
Em vão... Finges-te surda às minhas frases...
Surda: e nem ouves meu amargo pranto!
Cega: e nem vês a nova dor que trazes
À dor antiga que doía tanto!




6 comentários:

JP disse...

Olá Lorena,
Linda poesia. Para não ficar atrás:
Hoje, de longe
olhei o mar:
vi o céu
vi água
vi espuma
e coisa nenhuma.

Beijinho

Everson Russo disse...

Uma bela poesia pra alimentar a alma e começar bem o dia...beijos de bom dia pra ti.

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Bom dia Lorena querida


Linda demais a poesia.

Beijos
Ani

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Bom dia Lorena querida


Linda demais a poesia.

Beijos
Ani

ONG ALERTA disse...

Inspirada, beijo Lisette.

Catarina Silvestre disse...

Oh, é mesmo *.*
Obrigada pelo teu comentário ! (:
adorei este post !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...